A farra aérea de Nunes Marques – CRISTINA SERRA, FOLHA

A farra aérea de Nunes Marques
Ministro viu in loco Champions League, Roland Garros e GP de Mônaco da Fórmula 1

O jornalista Rodrigo Rangel revelou em sua coluna no portal Metrópoles que o ministro do STF Kassio Nunes Marques viajou para a Europa, em maio, num jatinho de luxo que tem como um de seus donos o advogado Vinicius Peixoto Gonçalves. O advogado atua em processos na corte.

O giro ostentação de Sua Excelência foi uma maratona esportiva de gala: as finais da Champions League e de Roland Garros, em Paris, e o GP de Mônaco da Fórmula 1. O bate-e-volta intercontinental teria custado R$ 250 mil e incluído dois dias de expediente.

Depois do futebol, do tênis e do automobilismo, o diligente comissário do bolsonarismo valeu-se do contorcionismo semântico na nota em que tenta (e não consegue) explicar a excursão. Em linguagem matreira, a nota enrola, mas não nega e tampouco esclarece o essencial: por que viajou no avião particular de um advogado que tem causas no STF?

Quem pagou as despesas? Se não foi o advogado, foi o ministro? De que forma? Que interesses o advogado defende? O que prevê o regimento do STF nesse caso? O olímpico passeio internacional de Sua Excelência vai ficar por isso mesmo? A sociedade não merece uma explicação clara, objetiva e sem delongas? Com a palavra, o Supremo.

Já é gravíssimo um magistrado viajar em jatinho de luxo de advogado, tendo ou não causas no tribunal em questão. Se tem, piora muito. Se as despesas foram pagas pelo advogado, tudo se agrava exponencialmente. É caso para investigação e, se confirmada a denúncia, proposição de impeachment por quebra de decoro ou coisa pior. As regras estão estabelecidas na Constituição Federal combinada com a lei 1.079/1950.

O Brasil rebaixou-se a um grau de derretimento ético tão profundo que a publicação da farra de Sua Excelência reverberou quase nada entre autoridades, instituições, imprensa. Como interpretar tamanho silêncio? Permissividade com a transgressão? Lassidão moral? Cumplicidade? Corporativismo? Medo? Tudo junto?

MEU COMENTÁRIO

LEMBREMOS QUE BOLSONARO FOI PINÇAR A FIGURA DO JUIZ KASSIO COM K NOS UNITED STATES OF PIAUI

LEMBREMOS AINDA QUE JUCA CHAVES JÁ CANTAVA, TEMPOS ATRAS, “HEI HA, HEI HII, TAKE BACK TO PIAUI”, COM INSPIRADISSIMA LETRA QUE PODE SER ACESSADA NA INTEGRA SE O INTERESSADO PEDIR AJUDA AO GOOGLE

POIS É, DE LÁ PRÁ CÁ NADA MUDOU, OU MELHOR, MUDOU PARA MELHOR PARA O KASSIO COM K, QUE SAIU DO OSTRACISMO DA MAGISTRATURA NUM DOS MAIS ATRASADOS ESTADOS DA REPUBLICA, PARA A GLORIA VITALICIA DO STF

NÃO HÁ COMO SER MELHOR!

A farra aérea de Nunes Marques – CRISTINA SERRA, FOLHA
Rolar para o topo