AINDA O CASO QUEIROZ – RICARDO NOBLAT – VEJA.COM

Teve mais dinheiro de Queiroz na conta de Michelle Bolsonaro

O volume foi maior do que o admitido

 SBT/Reprodução

Chegou aos gabinetes mais importantes do Palácio da Guanabara, sede do governo do Rio de Janeiro, a informação de que foi maior do que se sabia o volume de dinheiro depositado por Fabrício Queiroz, ex-assessor do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, na conta de Michelle, a mulher do presidente Jair Bolsonaro e, há mais de um ano, primeira-dama do Brasil.

À época da descoberta do fato pelo Ministério Público do Rio, Bolsonaro disse que o dinheiro totalizou R$ 40 mil. Segundo ele, tratou-se de dinheiro que havia emprestado a Queiroz e devolvido em 10 suaves prestações mensais. Não explicou por que Queiroz precisara do empréstimo se tinha movimentado em sua própria conta mais de R$ 1 milhão só no ano passado.

Investiga daqui, investiga dali, descobriu-se que Queiroz depositou na conta de Michelle pelo menos R$ 60 mil. Talvez um pouco mais. O sigilo bancário da mulher de Bolsonaro não foi quebrado, mas a Constituição não impede que seja. Quebrado foi o de Queiroz, de Flávio e o de mais 93 pessoas, a maioria ex-funcionária do gabinete de Flávio que devolvia parte dos seus salários.

AINDA O CASO QUEIROZ – RICARDO NOBLAT – VEJA.COM
Rolar para o topo