Bolsonaro não tem o que fazer nos debates – ALVARO COSTA E SILVA, FOLHA

Bolsonaro não tem o que fazer nos debates
Quem destruiu tudo só pode propor mais e maior destruição

Bolsonaro diz que só deve participar de debates no segundo turno. Nem o mais fanático dos fanáticos da seita ficou surpreso. O presidente, coitadinho, não quer levar “pancada” dos adversários. Esquece que o terceiro colocado nas pesquisas, Ciro Gomes, tem poupado o governo. Só bate em Lula, o líder das intenções de voto. E que Luciano Bivar, da União Brasil, representa um saco de gatos, uma candidatura de mentirinha, uma linha auxiliar do bolsonarismo e do centrão.

É uma estratégia como outra qualquer. FHC e Lula já fizeram isso —e foram elogiados por analistas políticos. Mas, tomada por alguém que se considera o Destruidor, uma espécie de super-herói ungido por Deus, e ainda por cima com histórico de atleta, a decisão revela fraqueza, além de surpreendente franqueza. Para fugir da salutar troca de ideias, Bolsonaro tem preferido as desculpas esfarrapadas ou engolir camarões com cabeça e tudo e se internar em hospitais.

Antes, porém, é necessário que Bolsonaro vá ao segundo turno. A ânsia golpista, usada para desviar a atenção do desastre econômico, não melhora sua imagem. Ao contrário: piora. O mito insiste no discurso que agrada e mobiliza suas bases radicais, mas que ao mesmo tempo afasta mulheres e evangélicos. A impressão é que, fora dos cercadinhos, não há o que dizer ou explicar. O Destruidor só pode propor mais e maior destruição.

Em sua campanha baseada nas mentiras da rede, o presidente costuma repetir que povo armado é povo livre. A população não pensa assim. Segundo o Datafolha, 72% discordam da frase “a sociedade seria mais segura se as pessoas andassem armadas para se proteger da violência”; 71% discordam de que é “preciso facilitar o acesso às armas”; 69% discordam do conceito (de cunho fascista, aliás) segundo o qual “o povo armado jamais será escravizado”.

Bolsonaro não convence. Nem se comparecer aos debates exibindo uma escopeta.

Bolsonaro não tem o que fazer nos debates – ALVARO COSTA E SILVA, FOLHA
Rolar para o topo