BRASIL DA PANDEMIA E O BRASIL DE BOLSONARO – JOSIAS DE SOUZA, BLOG DO JOSIAS NO UOL

Nos últimos cem dias, a pandemia matou 34.021 brasileiros, guindando o Brasil ao terceiro lugar no pódio mundial de vítimas do coronavírus.

Nesse mesmo período, Jair Bolsonaro formulou a teoria da gripezinha, afastou dois ministros da Saúde, converteu o ministro da Justiça de “ícone” em delator, tornou-se investigado num inquérito criminal, inaugurou uma temporada de distribuição de cofres para o centrão, informou ao país que não é “coveiro”, perguntou “e daí?” e declarou que “todos morrerão um dia”, é coisa do “destino”.

Fica claro que há dois países no mesmo pedaço de mapa. Há o Brasil da pandemia, que perde a guerra para o vírus, e o Brasil em que Bolsonaro decidiu viver, num estado de isolamento institucional. O brasileiro começa a sentir a falta que faz um presidente.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

BRASIL DA PANDEMIA E O BRASIL DE BOLSONARO – JOSIAS DE SOUZA, BLOG DO JOSIAS NO UOL
Rolar para o topo