História

SETENTA ANOS DE CUECA NA POLÍTICA BRASILEIRA – JOSIAS DE SOUZA, BLOG DO JOSIAS

Presente nos escândalos da esquerda e da direita, a cueca frequenta a crônica política no Brasil há sete décadas. O primeiro caso de cassação de um mandato parlamentar por falta decoro ocorreu em 1949. Envolveu um deputado chamado Barreto Pinto. Ele perdeu o mandato porque, numa entrevista à revista O Cruzeiro, se deixou fotografar em trajes […]

DELÍRIOS AMAZÔNICOS – BERNARDO MELLO FRANCO, O GLOBO

BOLSONARO E A DITADURA Delírios amazônicos Por Bernardo Mello Franco11/10/2020 • 00:00Obra inacabada da rodovia Transamazônica, em outubro de 1975 | Arquivo O Globo A placa descerrada na cerimônia anunciava o início de uma “arrancada histórica”. De terno e gravata na selva, o presidente Emilio Garrastazu Medici se empolgou ao testemunhar a derrubada de uma árvore […]

ELOGIO DE MOURÃO A USTRA ENVERGONHA O PAÍS – JOSIAS DE SOUZA, BLOG NO UOL

Ao elogiar o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra numa entrevista à Deutsche Welle, o vice-presidente Hamilton Mourão envergonhou o Brasil no estrangeiro e constrangeu o brasileiro dentro do seu país. A fala é vergonhosa porque estrangeiros esclarecidos, como o entrevistador que ouviu Mourão, sabem que o militar elogiado por ele é uma espécie de símbolo […]

Leitura de ‘A República das Milícias’ leva à constatação de que dias piores virão – MARIO SERGIO CONTI, FOLHA

Leitura de ‘A República das Milícias’ leva à constatação de que dias piores virãoObra do cientista político com formação de jornalista Bruno Paes Manso é um forte candidato a livro mais triste do ano O clã Bolsonaro sempre exalta o direito dos cidadãos a ter e usar armas. Ignorante que só ela, a primeira família […]

MANDETTA CONTOU QUASE TUDO – ELIO GASPARI, O GLOBO RJ E FOLHA SP

Como em todo livro de memórias, ele fala bem de si e escolhe aqueles de quem fala mal O ex-ministro Luiz Henrique Mandetta publicou suas memórias do poder. O livro chama-se “Um paciente chamado Brasil”. Seria mais preciso denominá-lo “Dois pacientes chamados Bolsonaro e Mandetta”. Mandetta ficou 16 meses no Ministério da Saúde, teve um […]

O Controle – LEANDRO KARNAL, ESTADÃO

O Controle Controlar a opinião pública já era importante na Roma Republicana Leandro Karnal, O Estado de S.Paulo 23 de setembro de 2020 | 03h00 Revolucionários antigos, do século 19 e início do 20, acreditavam na tomada do poder pela força, com uso explícito de violência. Teóricos como Marx e homens de ação como Lênin […]

Ardem florestas, corações e mentes – IGNACIO DE LOYOLA BRANDÃO, ESTADÃO

Quero abrir uma seita, igreja, quero dízimos, não quero pagar nada, imposto, boleto Enquanto Roma ardia em pavoroso incêndio, Nero tocava lira ou outro instrumento. Como saber? Agora, enquanto o Pantanal arde e a Amazônia segue o mesmo caminho, Bolsonaro toca o quê? Nada. Não toca nem o governo. Cuidado, não mostrem ignorância confundindo Amazônia […]

Esplendores e misérias das cortesãs e cortesãos do bolsonarismo à la Balzac – MARIO SERGIO CONTI, FOLHA

Entre as cretinices cloroquínicas do tempo do escritor estão as pseudociências como frenologia e da fisiognomia Balzac não escapou das cretinices cloroquínicas de seu tempo, o século 19. Ao contrário. Foi um entusiasta da frenologia e da fisiognomia, pseudociências que atribuíam o caráter das pessoas à sua aparência física, a começar pela do crânio. Num […]

O tempo não para. E nós? – NETO DEL HOYO, JORNAL DA CIDADE

O tempo não para. E nós? por Neto Del Hoyo05/09/2020 – 05h00 Quem sobreviveu ao menos 35 primaveras para contar, certamente recorda com saudade de tempos onde a concepção de prazer parecia bem mais simples, com situações impensáveis no mundo pós-internet. É difícil explicar para os mais novos como era prático desenrolar a fita cassete com […]

FHC FAZ MEA CULPA HISTÓRICO SOBRE REELEIÇÃO – JOSIAS DE SOUZA, BLOG DO JOSIAS

O problema das autocríticas é que elas quase sempre chegam tarde. O instituto da reeleição foi enfiado dentro da Constituição em 1997 para beneficiar o então presidente Fernando Henrique Cardoso, que se reelegeria na sucessão presidencial de 1998. Decorridos 23 anos, FHC decidiu fazer um “mea culpa”. Em artigo intitulado “Reeleição e crises”, publicado neste […]

A HISTÓRIA DO RIO É UMA SENHORA GORDA E EXAGERADA – JOSIAS DE SOUZA, BLOG DO JOSIAS

No Rio de Janeiro, a história não é uma testemunha discreta que observa as cenas e anota tudo com precisão. É uma senhora gorda e exagerada, que prefere os acontecimentos inacreditáveis aos fatos banais. Quando a posteridade puder se pronunciar sobre o Rio dos dias atuais sem ser assaltada por uma gangue do governo estadual […]

Rolar para o topo