Ciro pede que todos os candidatos se unam contra tentativa de golpe de Bolsonaro – FABIO ZANINI, FOLHA

Ciro pede que todos os candidatos se unam contra tentativa de golpe de Bolsonaro
Pedetista faz convocação para que partidos denunciem publicamente possíveis planos antidemocráticos

Em live no seu canal na noite desta terça-feira (10), Ciro Gomes (PDT) disse que enxerga indicações evidentes de que há um golpe antidemocrático em elaboração por Jair Bolsonaro (PL) e seus aliados e que todos os candidatos, de diferentes partidos, devem se unir para denunciá-lo.

“Há indícios claros de que está em curso um golpe contra a democracia, cujo alvo são as próximas eleições. Ou a sociedade e as lideranças políticas tomam providências já, ou chegaremos a um ponto sem retorno”, disse o pedetista, que é pré-candidato à Presidência da República.

Segundo Ciro, trata-se de manobras “muito sofisticadas” e que envolvem “guerra da informação, da contrainformação, manipulação e espionagem”.

“É preciso que todos os candidatos, de todos os partidos, sentem imediatamente à mesa para denunciar isto publicamente ao Brasil e ao mundo. Faço esta convocação e espero ser ouvido por todos os demais candidatos”, disse.

Os recentes questionamentos do Exército ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em relação à segurança das urnas eletrônicas, muitos deles alinhados ao discurso bolsonarista, tem motivado manifestações de preocupação com a possibilidade de adesão das Forças Armadas às intenções antidemocráticas que o presidente expressou diversas vezes ao longo de seu mandato.

Scott Hamilton, diplomata aposentado do Departamento de Estado dos Estados Unidos, escreveu artigo no jornal “O Globo” em que diz que o governo de seu país deveriam deixar claro a Bolsonaro que uma tentativa de interferir na integridade das eleições “será objeto de repúdio absoluto e de sanções punitivas a todos os envolvidos, impostas simultaneamente por um amplo grupo de países.”

Segundo reportagem da agência de notícias Reuters, o diretor da Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) disse a autoridades de alto escalão do Brasil no ano passado que Bolsonaro deveria parar de lançar dúvidas sobre o sistema de votação de seu país antes das eleições de outubro.

Nesta terça (10), Luciano Bivar (União Brasil), também pré-candidato à Presidência, esteve com Douglas Konnef, encarregado de Negócios da Embaixada dos EUA no Brasil. As redes sociais da União Brasil afirmaram que Bivar transmitiu a Konnef a “preocupação com os ataques recorrentes às instituições democráticas em nosso país.”

MEU COMENTÁRIO:

UM ANALISTA POLÍTICO ESCREVEU RECENTEMENTE QUE GOLPES DE ESTADO DE DIREITA NA AMÉRICA LATINA SÓ ACONTECEM E SÃO BEM SUCEDIDOS SE FOREM APOIADOS PELOS ESTADOS UNIDOS.

CITA 1964 COMO UM BOM EXEMPLO.

COMO AS RELAÇÕES ENTRE O BOZO E BIDEN NÃO SÃO DAS MELHORES, A POSIÇÃO DO NOSSO IRMÃO DO NORTE NÃO TEM SIDO NADA RECEPTIVA AO QUE SE PROPALA COMO POSSIVEL GOLPE PARA IMPEDIR A POSSE DE LULA, SE ESTE FOR ELEITO.

Ciro pede que todos os candidatos se unam contra tentativa de golpe de Bolsonaro – FABIO ZANINI, FOLHA
Rolar para o topo