Coronavírus: Ministério da Saúde justifica divulgação de dados divergentes – VEJA.COM

Pasta atribuiu o problema a dados em duplicidade enviados pelas secretarias de Saúde

Por Da Redação – Atualizado em 8 Jun 2020, 15h11 – Publicado em 8 Jun 2020, 14h02

 Reprodução/Reprodução

Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira, 8, uma nota justificando os dados incorretos publicados no boletim diário para monitoramento da Covid-19 na noite do domingo, 7.

De acordo com a pasta, a mudança ocorreu porque foram corrigidas “duplicações” de dados divulgados pelas Secretarias de Saúde. “Podem ser citadas a situação de Roraima, em que haviam sido publicados 762 óbitos e, após verificação do Ministério da Saúde, o número foi consolidado em 142. Outra situação corrigida foi em relação ao número de casos confirmados no Ceará, que passou de 62.303 para 64.271 após atualização”, diz o comunicado.

A pasta, no entanto, não explica de que natureza foram essas duplicações, nem como podem ter ocorrido e nem se é possível que erros como esses tenham ocorrido outras vezes.

O total de casos no país, de acordo com o Ministério da Saúde, é de 691.758 e de óbitos 36.455 ao longo da pandemia. O número de recuperados soma 283.952 pacientes e outros 371.351 estão em acompanhamento médico.

A pasta ainda diz que “vem aprimorando os meios para a divulgação da situação nacional de enfrentamento à Covid-19”. Para isso, deve lançar uma nova plataforma interativa ainda nesta semana, com o que foi chamado de “dados epidemiológicos e estatísticos fidedignos, com base em números reais e transparentes e atualização periódica”.

Problemas recorrentes

Desde quarta, 3, o Ministério da Saúde passou a dificultar o monitoramento dos novos registros de casos mortes pelo novo coronavírus em todo o Brasil. Após sucessivos atrasos (inicialmente, os dados eram publicados todos os dias às 19h, mas passaram à sair às 22h), o painel oficial sobre o avanço da doença (https://covid.saude.gov.br/) ficou fora do ar entre sexta e sábado e, quando retomado, estava totalmente descaracterizado. Faltavam dados sobre óbitos gerais, diagnósticos positivos em todo o período, gráficos que apontavam o avanço diário, entre outras informações relevantes.Saiba logo no início da manhã as notícias mais importantes sobre a pandemia do coronavirus e seus desdobramentos. Inscreva-se aqui para receber a nossa newsletter

Além desses contratempos, a pasta da Saúde na noite do domingo, 7, divulgou dados divergentes sobre diagnósticos e mortes. Inicialmente, a pasta havia informado que 1.382 mortes e 12.581 casos de Covid-19 haviam sido registrados em 24 horas. Mais tarde, porém, afirmou que o número de óbitos era 524 e o de novos diagnósticos positivos era 18.912 nas últimas 24 horas.

Coronavírus: Ministério da Saúde justifica divulgação de dados divergentes – VEJA.COM
Rolar para o topo