Esta é uma guerra que chegará ao posto de gasolina e à padaria da esquina – MIRIAM LEITÃO, O GLOBO RJ

INFLAÇÃO

Esta é uma guerra que chegará ao posto de gasolina e à padaria da esquina
Por Míriam Leitão

O petróleo e o trigo abriram hoje em alta mais uma vez e foi assim durante todo este carnaval estranho. Hoje o petróleo abriu a US$ 111 o barril e o trigo subiu mais de 7%. Por isso é que eu digo que esta é uma guerra que chegará ao posto de gasolina e à padaria da esquina. Porque o petróleo vai impactar ainda mais o preço da gasolina. Os preços dos combustíveis já estavam com mais de 10% de atraso na correção antes da guerra. E essa guerra superou todas as previsões do mercado.

O petróleo está na maior alta em sete anos, apesar de as sanções terem deixado de lado as exportações de óleo e gás da Rússia. O problema é que na prática está ocorrendo essa sanção, dado que tem comercializadoras que estão se negando a comprar óleo russo, bancos que se negam a financiar a compra, e transportadoras que estão bloqueando a Rússia. A liberação das reservas da Agência Internacional de Energia não fez diferença até agora. Da reunião da OPEC+ hoje não se tem muita boa expectativa.

O trigo já subiu bastante e continuará em alta porque há muita incerteza sobre a capacidade de produção e de entrega tanto da Rússia quanto da Ucrânia. Os dois juntos produzem quase 30% do trigo mundial, além de serem grandes produtores de milho, e Rússia e Bielorrússia grandes produtoras de fertilizantes. É impossível o setor agro do mundo não ser atingido pelo que está acontecendo. Ucrânia ferida e mobilizada para defender o território pode não ser capaz de plantar.

Mesmo que a Rússia domine todo o país nas próximas horas ou dias, as sanções vão continuar e o mundo continuará sentindo o efeito, inclusive no pão da padaria da sua esquina. O melhor cenário seria um acordo de paz na mesa de negociação, mas Vladimir Putin não aceita sequer o pedido da Ucrânia de suspensão do bombardeio pelo menos durante a negociação prevista para hoje. Um pedido que faz todo o sentido. Não se conversa com quem está atirando em você, mas nem isso Putin aceita. Ele quer a rendição da Ucrânia.

Esta é uma guerra que chegará ao posto de gasolina e à padaria da esquina – MIRIAM LEITÃO, O GLOBO RJ
Rolar para o topo