FORA BOLSONARO! – MARILIZ PEREIRA JORGE, FOLHA

Fora Bolsonaro
Faltará tribunal para processar todos os que querem Bolsonaro impichado ou contestem os ministros


Se as instituições estão funcionando, são aquelas que na miúda atentam contra um dos pilares da democracia, a liberdade de expressão. Virou moda tentar intimidar pessoas que se posicionam contra o governo. E sabemos o que pode acontecer se essa moda pega.

Não é um caso isolado. O ministro da Justiça mandou investigar o jornalista Hélio Schwartsman e o cartunista Aroeira. Também com base na Lei de Segurança Nacional, o deputado José Medeiros (Podemos—MT) pede que o youtuber Felipe Neto entre na mira da Polícia Federal.

Para completar o festival de atentados ao soberano direito de se manifestar, o candidato à Prefeitura de São Paulo Guilherme Boulos foi intimado pela PF a prestar esclarecimentos sobre críticas feitas a Bolsonaro. Onde já se viu falar mal do presidente? Da primeira-dama também não pode. Segundo assessores, Michelle avalia processar a banda Detonautas por causa da música “Micheque”, que faz referência aos R$ 89 mil depositados por Fabrício Queiroz em sua conta.

Esta colunista teve sua dose de intimidação, pois sugeri à ministra Damares que deixasse seu cargo após as denúncias da Folha de que ela teria usado a máquina do governo para impedir um aborto legal. “Nos vemos nos tribunais”, disse a titular da pasta da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Menos o direito de criticar Damares e o governo.

Nesta quarta (30), a Folha mostrou que entidades ligadas à ministra receberam verba de um programa social liderado por Michelle sem edital de concorrência. Mas ninguém pode falar sobre Damares, combinado?

Faltará tribunal para processar todos os que querem Bolsonaro impichado ou contestem os ministros. Enquanto puder falar, falarei. Fora, Bolsonaro. Fora, Damares. Fora, Guedes. Fora, Salles. Fora, Ernesto.

Mariliz Pereira Jorge
Jornalista e roteirista de TV.

FORA BOLSONARO! – MARILIZ PEREIRA JORGE, FOLHA
Rolar para o topo