Indicação de Kássio começa com pizza – JOSÉ NEUMANNE, ESTADÃO

Indicado por Dilma para TRF-1, advogado piauiense está sendo recebido a pauladas depois de ser guindado ao STF com anuência de Toffoli e Gilmar, algo inédito na História da Corte

José Nêumanne

06 de outubro de 2020 | 07h35

Desembargador Kassio Nunes Marques, indicado por Jair Bolsonaro para uma vaga no Supremo Tribunal Federal, provocou muita revolta entre bolsonaristas de raiz Foto: Ascom/TRF1

Recebido com um caloroso e contagioso abraço do anfitrião, o ministro do STF Dias Toffoli, o presidente Jair Bolsonaro chegou ao encontro marcado pouco antes do início do jogo entre Palmeiras e Ceará pelo Campeonato Brasileiro de Futebol e de lá saiu cerca de três horas depois, sem falar com a imprensa. Na República da metáfora inevitável, aos convidados fori servida pizza, em que tudo termina no Brasil, de acordo com o sarcasmo popular. Ao deixar a residência de Toffoli depois do encontro, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, confirmou que na terça-feira, 6, será definido, em reunião de líderes, o calendário de tramitação da indicação de Kassio Marques, objeto do acordão do convescote, à vaga do decano do STF, Celso de Mello. E informou que pretende presidir a reunião para a sabatina de Marques após o dia 15.

Indicação de Kássio começa com pizza – JOSÉ NEUMANNE, ESTADÃO
Rolar para o topo