Leonardo DiCaprio reforça campanha anti-Bolsonaro nas redes – VEJA.COM

Ator apoia o movimento Defund Bolsonaro, pedindo que estrangeiros se posicionem contra marcas e governos que se beneficiam do desmatamento da Amazônia

Por Redação – Atualizado em 10 set 2020, 10h04 – Publicado em 10 set 2020, 09h35

Leonardo DiCaprio fala no palco da Fundação que leva seu nome durante evento no Jackson Park Ranch em Santa Rosa, Califórnia – 15/09/2018 Tommaso Boddi/Getty Images

Leonardo DiCaprio usou as redes sociais para endossar a campanha Defund Bolsonaro, que pede para que consumidores estrangeiros questionem marcas e governos que se beneficiam das políticas ambientais do presidente Jair Bolsonaro. A campanha internacional iniciada por ativistas brasileiras aponta a ineficiência do governo em preservar o meio ambiente, especialmente a Amazônia.

Na publicação do ator americano, ele compartilhou o vídeo em inglês feito pelo movimento, que mostra cidades, casas e monumentos europeus em chama, em uma referência às queimadas na Amazônia. No texto, uma criança pede para que os consumidores questionem seus governos e marcas de que lado eles estão, da Amazônia ou de Bolsonaro?Receba as novidades e principais acontecimentos, bastidores e análises do cenário político brasileiro. Inscreva-se aqui para receber a nossa newsletter

A campanha tem o propósito de alertar aos estrangeiros sobre como eles podem agir no dia a dia. Para isso, aponta que hábitos de consumo podem estar ligados à devastação da floresta amazônica, em prol do agronegócio, da pecuária, da mineração e do extrativismo da madeira. A palavra defund, “desfinanciar” ou “desinvestimento” em tradução direta, já vem sendo usada nos Estados Unidos pelo movimento Black Lives Matter em relação à ação da polícia.

Leonardo DiCaprio reforça campanha anti-Bolsonaro nas redes – VEJA.COM
Rolar para o topo