Mandetta: ‘Segredo só é importante para guerra militar, não contra vírus’ – O GLOBO

Luiz Herique Mandetta, ministro da Saúde até outro dia, já enxerga prejuízos internacionais que o Brasil colherá ao parar de divulgar o total de mortos por Covid-19.

Ele revela que, quando era ministro, recebeu um pedido do Palácio do Planalto para alterar a forma de divulgação dos dados sobre a doença.

Diferentemente de agora, porém, era para incluir informações, não omitir.

— Eles pediram para a gente informar o número de pacientes que se curaram, o que eu não vi problema nenhum. Passamos a fazer isso.

Mandetta alerta para a perda de credibilidade do Brasil mundo afora, caso insista em adotar nova metodologia de comunicação.

— A forma como a divulgação é feita não é uma invencionice, é um padrão pactuado internacionalmente, do qual o Brasil é signatário. Esses dados embasam as decisões de nossos países vizinhos em abrir ou não as fronteiras para nós, por exemplo.

E, ao fim, Mandetta acusa Jair Bolsonaro de estar misturando as bolas:

— Segredo só é importante para guerra militar, para que obedeçam suas ordens cegamente, não contra um vírus. 

Mandetta: ‘Segredo só é importante para guerra militar, não contra vírus’ – O GLOBO
Rolar para o topo