‘No Ritmo Do Coração’ ganha o Oscar 2022 – RODRIGO FONSECA, ESTADÃO

‘No Ritmo Do Coração’ ganha o Oscar 2022

Rodrigo Fonseca

28 de março de 2022 | 00h55

“No Ritmo do Coração” (“CODA”), de Sian Heder, conquistou as três estatuetas a que estava indicado: melhor filme, melhor roteiro adaptado e melhor ator coadjuvante, dado a Troy Kotsur

RODRIGO FONSECA
À exceção do socão que Will Smith deu na cara de Chris Rock, em reação a uma piada de muito mau gosto que este fez com sua mulher, Jada Pinkett Smith, e de uma estatueta de Melhor Roteiro pra “Belfast” merecida, mas inesperada, tudo no Oscar 2022 saiu bonitinho como se esperava, sem tirar nem pôr, com chatices sazonais e belezuras cá e acolá.

A homenagem aos 30 anos de “Homens Brancos Não Sabem Enterrar”, por exemplo, foi muito mais bonita do que a celebração dos 50 anos de “O Poderoso Chefão” (1972). E não há como disfarçar a decepção com a derrota de “Flee: Nenhum Lugar Para Chamar de Lar” para o desastroso “Encanto”. Mas não adianta querer negar o encanto de “No Ritmo do Coração” (“CODA”), sensação de público e crítica no Festival de Sundance de 2021 que destronou “Ataque dos Cães” e ganhou a láurea de Melhor Filme. Sua singeleza desmonta qualquer trava intelectual capaz de impedir seu avanço e sua transcendência.


É a versão USA do longa francês “A Família Bélier” (2014) – dramédia de Éric Lartigau vista por 7.450.944 pagantes só lá nas terras de Truffaut. Pilotado por Sian Heder, esta belezura está na grade da Amazon Prime. Ele ganhou ainda os troféus de Melhor Roteiro Adaptado – confiado à sua realizadora, Sian – e Ator Coadjuvante, este dado a Troy Kotsur. Numa atuação memorável, ele encarna o chefe de uma família com limitações auditivas que vive da pesca, lidando contra as adversidades da surdez, contando com a ajuda da única integrante do clã capaz de ouvir plenamente: a filha adolescente, Ruby, interpretada por Emilia Jones com uma maturidade impressionante. Envolvida com as atividades pesqueiras do pai e da mãe, vivida por uma inspirada Marlee Matlin (ganhadora do Oscar de 1987 por “Filhos do Silêncio”), Ruby está prestes a ir para a universidade e tem um diferencial em seu caminho acadêmico: seu talento para cantar.

Seus dotes de ave canora se sofisticam quando ela encontra o apoio (um tanto atabalhoado) do professor de Música Bernardo Villalobos, encarnado pelo brilhante Eugenio Derbez, campeão de bilheteria por trás de “Não Aceitamos Devoluções” (2013). O dilema da menina é seguir seu caminho de soprano ou deixar seus entes queridos para trás. E esse dilema é tocado por Sian Heder com extrema delicadeza. Antes conhecida pelo delicioso “Tallulah” (2016), ela se firma como um dos nomes mais promissores entre as estrelas da direção dos EUA na atualidade, coroada com o prêmio de melhor direção em Sundance por essa lúdica saga familiar.

Lista de ganhadores do Oscar de 2022
Filme: “No Ritmo do Coração”
Direção: Jane Campion (“Ataque dos Cães”)
Atriz: Jessica Chastain (“Os Olhos de Tammy Faye”)
Ator: Will Smith (“King Richard: Criando Campeãs”)
Atriz Coadjuvante: Ariana DeBose (“Amor, Sublime Amor”)
Ator Coadjuvante: Troy Kotsur (“No Ritmo do Coração”)
Roteiro Original: “Belfast”
Roteiro Adaptado: “No Ritmo do Coração”
Filme Internacional: “Drive My Car”
Documentário: “Summer of Soul (…ou, Quando A Revolução Não Pode Ser Televisionada)”
Longa de animação: “Encanto”
Montagem: “Duna”
Fotografia: “Duna”
Design de Produção: “Duna”
Som: “Duna”
Figurino: “Cruella”
Maquiagem e Cabelos: “Os Olhos de Tammy Faye”
Trilha Sonora: “Duna”
Canção: “No Time To Die” (“007 – Sem Tempo Para Morrer”)
Efeitos Visuais: “Duna”
Curta de animação: “The Windshield Wiper”
Curta de ficção: “The Long Goodbye”
Curta documental: “The Queen of Basketball”

‘No Ritmo Do Coração’ ganha o Oscar 2022 – RODRIGO FONSECA, ESTADÃO
Rolar para o topo