O fiasco da motociata bolsonarista – DIOGO MAINARDI, EM O ANTAGONISTA

O fiasco da motociata bolsonarista

A motociata de Jair Bolsonaro em São Paulo foi um fiasco.

Só passaram pelo pedágio 3.703 motocicletas, praticamente a metade do que ele conseguiu no ano passado.

O sociopata recuperou uns pontinhos nas pesquisas, e comemorou o fato no WhatsApp, como revelou a Crusoé, mas ele ainda é o rejeitado dos rejeitados:

“Ao longo da semana em que a reportagem acompanhou as mensagens enviadas pelo presidente em sua lista de transmissão, há uma clara diferença no tratamento dispensado às pesquisas eleitorais. Se antes eram postas em dúvida pelo bolsonarismo, de repente elas passaram a ser confiáveis quando começaram a indicar o crescimento do apoio a Bolsonaro na corrida eleitoral. Em 8 de abril, o presidente distribuiu, em pleno horário de expediente (às 14h26 e às 17h31), links de reportagens noticiando a recuperação de sua popularidade e o encurtamento da distância para o candidato do PT. Mais uma prova de que até o discurso radical se amolda às circunstâncias.”

A Terceira Via se suicidou, entregando a disputa presidencial a Lula e Jair Bolsonaro, mas ninguém está satisfeito com esses dois. A escolha do eleitorado vai ser ditada pela aversão a um ou outro candidato, e não por seus méritos, que inexistem.

O fiasco da motociata bolsonarista – DIOGO MAINARDI, EM O ANTAGONISTA
Rolar para o topo