O VAR NÃO TEM CULPA DA BURRICE HUMANA – FAUKECEFRES SAVI

O VAR NÃO TEM CULPA DA BURRICE HUMANA

Faukecefres Savi

            Não sou, nunca fui, comentarista de esportes, sobretudo futebol, minha paixão desde a infância.

            Dito isso, não consegui resistir à tentação de escrever sobre o jogo de  ontem, na Arábia Saudita, entre Barcelona e Atletico de Madrid, vencido injustamente pelo último, por 3 x 2.

            Dois lances foram capitais em prejuízo do time catalão, resultando em dois gols anulados, um por impedimento de ponta de braço do chileno Vidal, e outro por toque no braço  involuntário do genial Messi.

            O VAR é uma câmera que registra todas as imagens. Não pensa, não interpreta, apenas registra. Cabe ao ser humano que o inventou, extrair dele o melhor serviço, em suma, saber usá-lo.

            Nem se diga que a culpa foi do juiz, pois este apenas aplicou a absurda regra atual. Daí que, se formos procurar culpados, essa pecha cabe aos idiotas que redigiram a regra, que hoje se aplica ridiculamente, como aconteceu ontem em Jedai.

            Tal como está, essa regra está acabando com o futebol que, como sabem todos os que o apreciam, vive do gol, a meta, o objetivo, pois toda aquele vai e bem da bola busca apenas fazê-la  chegar às redes.

            Já antes da invenção do VAR, a regra do impedimento era unilateral, pois  beneficia a defesa em prejuízo do ataque. A lei tem que ser igual para todos. O campo é um só, e cabe a cada time aproveitar seus espaços, sem utilizar a regra odiosa em proveito próprio.

            Como está, a regra do impedimento, a antiga mesmo, reduzia o campo à sua metade. Sem a regra, o espaço dobra, e vai ser o fim dos times que como o Atlético de Madrid, joga com dez atrás para tentar sair no contra-ataque. Teremos menos times, é possível, porém bem melhores, o que vai ajudar o futebol como o esporte das multidões que inegavelmente é.

            Difícil deixar sem registro a conclusão de que o Barcelona é um time que só sabe atacar, não sabe se defender. Bastou um aumento de pressão do time madrilhenho, para que a defesa catalã se mostrasse absurdamente exposta, sofrendo os gols que levaram à virada.

            Ainda que esse torneio caçaniqueis não valha nada, exceto dinheiro e do grosso tanto para vencedores quanto para vencidos, ficou a frustração de não podermos ver no domingo novamente Madrid x Barcelona, o clássico dos clássicos.

O VAR NÃO TEM CULPA DA BURRICE HUMANA – FAUKECEFRES SAVI
Rolar para o topo