Pandemia pode adiar pagamento de precatórios a 550 mil idosos – VEJA.COM

Economia

Segundo levantamento da OAB, o calote aos contribuintes de idade avançada, grupo de risco na pandemia, seria de 117 bilhões de reais

Por Robson Bonin – 

O total da dívida dos estados e municípios com empresas e contribuintes é de 140 bilhões de reais, segundo a OAB. JOSE LUIS DA CONCEICAO /AE/.

Os planos do governo de Jair Bolsonaro e de alguns governadores de suspenderem o pagamento de precatórios (dívidas do Estado com particulares) a partir de abril devem prolongar a angústia de 550.000 idosos, segundo estimativa da Comissão de Precatórios da OAB.

“Essas pessoas ganharam ações contra o poder público nos últimos 30 anos e, hoje, são vulneráveis à Covid-19”, afirma Marco Antonio Innocenti, integrante da comissão.

O total da dívida dos estados e municípios com empresas e contribuintes é de 140 bilhões de reais, segundo a OAB.

Desse total, 110 bilhões de reais são devidos a idosos. Já a dívida da União com esse grupo vulnerável é de 7 bilhões de reais. O calote nos idosos pode checar, portanto, a 117 bilhões de reais.

Pandemia pode adiar pagamento de precatórios a 550 mil idosos – VEJA.COM
Rolar para o topo