PRECISAMOS FALAR SOBRE VICES – CRISTINA SERRA, FOLHA

Precisamos falar sobre vices
A história recente do Brasil mostra a importância dessa figura

A história recente do Brasil tem mostrado a importância da figura do vice, sobretudo quando o país se deparou com encruzilhadas na política. Vices podem agregar ou afastar apoios, ajudar ou ser um estorvo, podem ser confiáveis ou conspirar contra o titular. Temos de tudo.

A notável habilidade política do oposicionista Tancredo Neves encontrou em José Sarney, dissidente da ditadura, o vice ideal para compor a aliança que conduziria o Brasil de volta à democracia. Como sabemos, o vice assumiu a Presidência em circunstâncias traumáticas após a morte de Tancredo. Sarney manteve o curso da redemocratização, mas levou o país ao descontrole inflacionário.

Seu sucessor, Fernando Collor, bravateiro como ele só, prometeu uma “bala de prata” contra o “tigre da inflação”. Tudo o que conseguiu foi dar um tiro no pé ao confiscar a poupança dos brasileiros. Denúncias de corrupção levaram ao seu impeachment e à ascensão de mais um vice. Itamar Franco implantou o Plano Real, derrubou a inflação e abriu caminho para a eleição de seu ministro da Fazenda.

FHC e Lula tiveram vices leais e discretos. Dilma Roussef não teve a mesma sorte. Seu vice, Temer, foi peça central na urdidura do golpe que a derrubou em 2016. Esses exemplos mostram que vices não são meros coadjuvantes e precisam do olhar atento do eleitor.

Guardadas as proporções, causa estranheza que Bruno Covas (PSDB), candidato à reeleição para a prefeitura da cidade mais importante do país, aja como se quisesse esconder seu companheiro de chapa, o vereador do MDB Ricardo Nunes. A esposa de Nunes registrou um boletim de ocorrência contra ele por “ameaças”, “escândalos” e “palavrões”. Depois, voltou atrás.

Nunes também deveria esclarecer porque aliados seus faturam com o aluguel de creches conveniadas com a prefeitura. Como não aceita convites para sabatinas e debates, o vice deixou no ar uma névoa de graves suspeitas sobre sua conduta.

Cristina Serra
Cristina Serra é jornalista.

PRECISAMOS FALAR SOBRE VICES – CRISTINA SERRA, FOLHA
Rolar para o topo