PRIVILÉGIOS NA MIRA – DORA KRAMER – BLOG EM VEJA.COM

Rodrigo Maia insiste que Bolsonaro envie reforma administrativa ainda neste ano

Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro (Michel Jesus/Câmara dos Deputados)

Inconformado com a decisão do presidente Jair Bolsonaro de adiar para 2020 o envio da proposta de reforma administrativa, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, busca alternativas para que o projeto que muda regras para contratação e remuneração de servidores públicos chegue ainda este ano ao Congresso, a fim de que esteja tudo pronto para a tramitação da reforma no início da próxima legislatura.

Rodrigo trabalha em duas frentes. No momento examina a possibilidade de apresentar uma proposta via Parlamento (no caso, as alterações só poderiam atingir funcionários do Poder Legislativo). Para isso, conta com a colaboração de ministros do Supremo em consultas prévias sobre a constitucionalidade desse caminho.

Se não for possível, o presidente da Câmara estuda pedir ao presidente Bolsonaro que envie a proposta de reforma alegando que o faz para atender a um pleito do Congresso. Rodrigo Maia acha que o ministro da Economia, Paulo Guedes, está certo em querer dar urgência ao assunto e que não há razão para o temor da turma do Palácio do Planalto de que a reforma suscite forte reação na sociedade.

Na visão do presidente da Câmara, ao contrário. “Se bem explicado, o projeto pode contar com o apoio da população porque atinge em cheio os privilégios dos servidores em comparação às condições de trabalho na iniciativa privada”. Ele cita só um exemplo: “Na Câmara, o salário médio hoje é de R$ 30 mil”.

Rodrigo tem abordado o assunto com Bolsonaro que por enquanto ouve, mas não se compromete.

PRIVILÉGIOS NA MIRA – DORA KRAMER – BLOG EM VEJA.COM
Rolar para o topo