PT FLERTA COM IMPEACHMENT DE BOLSONARO – RICARDO NOBLAT – BLOG EM VEJA.COM

Na contramão de Lula

Manifestantes protestam contra o presidenciável Jair Bolsonaro em Santiago, Chile – 29/09/2018 (Martin Bernetti/AFP)

Reeleita com quase 72% dos votos para presidir o PT por mais quatro anos (uma temeridade), a deputada Gleisi Hoffmann (PR) deixou entreaberta a porta que o ex-presidente Lula fechara nos discursos que fez desde que foi solto depois de 580 dias preso.

No documento final do 7º Congresso do PT realizado no fim de semana em São Paulo, foi acrescentada uma emenda que diz assim:

“A partir da evolução das condições sociais e percepção pública sobre o caráter do governo e da correlação de forças, a direção nacional do partido, atualizando a tática para enfrentar o projeto do governo Bolsonaro, poderá exigir a sua saída”.

Gleisi parece ter mudado de opinião a respeito do impeachment de Bolsonaro. Porque em março último, quando ouviu rumores de que se cogitava derrubar Bolsonaro para pôr em seu lugar o vice-presidente Hamilton Mourão, ela foi contra. E atacou:

– A cultura golpista é intrínseca à classe dominante brasileira. Impressionante!

Em 1992, o PT pediu e levou o impeachment do então presidente Fernando Collor. No segundo governo de Fernando Henrique Cardoso, pediu, mas não levou o impeachment dele. Adversários do PT conseguiram em 2016 o impeachment de Dilma.Notícias para você

PT FLERTA COM IMPEACHMENT DE BOLSONARO – RICARDO NOBLAT – BLOG EM VEJA.COM
Rolar para o topo