“Quanto mais russos eliminamos, mais eles vêm” – DIOGO MAINARDI, O ANTAGONISTA


23.03.22 07:08

A mais famosa franco-atiradora ucraniana, codinome “Bilka”, ou esquilo, foi entrevistada pelo jornal italiano Corriere della Sera.

Ela explicou exatamente o que está acontecendo no campo de batalha. Em particular, no Donbas.

Leia um trecho:

Onde estão seus filhos? Onde está seu marido?

Ele está comigo, na linha de frente. Lutamos juntos. As crianças estão com minha mãe. Eles estão com medo, mas sabem que estamos fazendo isso por eles. Estão orgulhosos.

Que guerra é essa, Bilka?

Comparado com 2014, na época da invasão do Donbas, é bem diferente. Não pelas armas ou qualquer outra coisa, mas pela quantidade de batalhas. Eles têm muitos soldados. Quanto mais eliminamos, mais eles vêm. Eles são como os ogros dos videogames dos meus filhos.

E os russos? Como eles combatem?

Sabe como é um senhor depois de ser roubado? Ele está com o casaco, mas está rasgado. Ele tem a carteira, mas está vazia. O chapéu lesado. O exército russo dá a impressão de ter sido roubado. Eles nem sequer têm seus uniformes em ordem. Não conseguem nem consertar uma roda furada porque não têm o caminhão da oficina e, quando o caminhão chega, eles não têm peças de reposição. Deve ter havido uma corrupção colossal. O resultado é que os soldados na linha de frente estão desmoralizados, assustados. Assim que podem eles desertam. Eles escapam ou se rendem como prisioneiros.

Vocês têm armas do ocidente, como os Javelin?

Sim, temos, mas elas são úteis em combate corpo a corpo. Você tem de neutralizar os inimigos antes que eles o localizem e o aniquilem. Por outro lado, quando você tem uma coluna de tanques um quilômetro de comprimento à sua frente, é preciso se esconder. São tanques, não brinquedos. Você precisaria da artilharia, mas eles têm aviões que a destroem. E vocês, ocidentais, não dão para nós a defesa aérea de que precisamos”.

“Quanto mais russos eliminamos, mais eles vêm” – DIOGO MAINARDI, O ANTAGONISTA
Rolar para o topo